Os testemunhos de crianças e pais, revelaram o quanto foi saudável para os meninos e meninas a participação no Projeto Sim à Vida, no núcleo do sítio Wopila, em Maracanaú. Na festa de encerramento das atividades do núcleo, participaram 57 crianças e 12 pais.

“Superação da timidez”. “Alegria de ir diariamente ao projeto”. “Melhoramento das notas na escola”. “Dizer não para as coisas erradas”. São falas que revelam o entusiasmo dos pais sobre o progresso de seus filhos. Os testemunhos também expõem a expectativa de continuidade da ação em Maracanaú, nas comunidades do Horto e Vila das Flores.

Os pais e as mães destacam o quanto a autoestima e o desenvolvimento das crianças contribuiu para elas superarem o estresse da realidade de violência em que vivem. Além disso, mudarem seu comportamento em casa e obterem melhores notas na escola, relatam os pais.

O acolhimento diário das crianças, desenvolvido pelos profissionais do Movimento Saúde Mental Comunitária (MSMC), trabalha a Abordagem Sistêmica Comunitária, o método socioterapêutico e preventivo, desenvolvido há mais de duas décadas pelo Movimento.

“Eu não era um bom aluno, estudava pouco, mas me incentivaram a estudar mais e ter boas notas”; “aqui no projeto me ensinaram a ter mais respeito, e tratar as pessoas como eu gostaria de ser tratado”, partilha algumas crianças.

O programa realizado pelo MSMC e co-financiado pela CBM Internacional e União Europeia, encerra as atividades do núcleo de Maracanaú. Enquanto isso articula com parceiros a continuidade. Em Fortaleza, as ações continuam nas comunidades Bom Jardim, Siqueira e Marrocos.

A ação também fortaleceu relações com as áreas de Assistência Social e da Saúde Mental em Maracanaú no acolhimento e acompanhamento das crianças. Foram envolvidas escolas e comunidades locais.

Ao todo, são 450 crianças diretamente beneficiadas em Fortaleza, Maracanaú e Pacatuba, envolvendo seus familiares, reunindo cerca de 1310 pessoas. A área de influência da ação envolve uma população de mais de 60 mil pessoas.

 

Sobre o Movimento Saúde Mental

Fundado em 1996, o Movimento Saúde Mental atua, entre outras coisas, com grupos de terapia comunitária, embasado pela Abordagem Sistêmica Comunitária, e desenvolve atividades para todas as faixas etárias no bairro Bom Jardim, em Fortaleza e bairros vizinhos.