Nesse mês de maio, voltado às comemoração pelo dia das mães, o Movimento Saúde Mental realizou uma manhã de cuidados dedicada a quem cuida. Na Palhoça, várias mães das crianças e adolescentes do Projeto Sim à Vida puderam esquecer um pouco da rotina e tiveram a oportunidade de relaxar, com direito a música ao vivo e outros, café da manhã, entre outros benefícios.

Esse dia de cuidados para mães foi uma oportunidade de “valorização da vida, com momento de cuidados e elevação da autoestima”, como lembra Balbina Lucas, coordenadora do Projeto Sim à Vida.

Entres os serviços prestados às mães, na Palhoça:

    • limpeza de pele;
    • massagem;
    • corte de cabelo;
    • sobrancelhas;
    • verificação de pressão.

A grande maioria das crianças e adolescentes atendidas pelo Projeto Sim à Vida vem de situações de negação de direitos básicos, como infraestrutura adequada, falta de saneamento básico, além do contato constante com a violência.

Essas mães, como lembra Balbina, são mulheres guerreias e esse dia, foi uma oportunidade de fazê-las alegres e felizes, reforça a coordenadora. Uma forma de fortalecê-las frente a esse contexto social difícil em que vivem com suas famílias.

Sobre o Projeto Sim à Vida

O “Sim à Vida” é um projeto desenvolvido desde 1998 conceituado, inicialmente, como projeto de extensão da Universidade Federal do Ceará, e depois disso ampliado com financiamento pela CBM International e União Europeia de 2015 a 2019. Integra os demais projetos do Movimento Saúde Mental.

O principal objetivo do projeto é prevenir crianças e adolescentes contra o uso de drogas em três áreas de risco social em Fortaleza: Bom Jardim, Marrocos e Siqueira, e já atendeu crianças e adolescentes de Maracanaú e Pacatuba.

O Projeto Sim à Vida acolhe crianças e adolescentes de famílias vulnerabilizadas pela extrema pobreza, realiza atividades socioterapêuticas, artísticas, musicais, teatrais, esportivas e inclusivas. O intuito é proporcionar a alegria de viver com otimismo e esperança no futuro.

 

Sobre o Movimento Saúde Mental

Fundado em 1996, o Movimento Saúde Mental atua, entre outras coisas, com grupos de terapia comunitária, embasado pela Abordagem Sistêmica Comunitária, e desenvolve atividades para todas as faixas etárias no bairro Bom Jardim, em Fortaleza e bairros vizinhos.